Darkstalkers: The Night Warriors


Nome: Darkstalkers: The Night Warriors
Plataforma: Playstation 1
Gênero: Brawler
Desenvolvedora: Capcom

Pyron, um alien senhor do fogo, abre um torneio convocando todas as criaturas da noite mais poderosas para lutarem entre si, para ver qual criatura da noite deve se tornar o rei. Mas os lutadores não estão interessados em tal título, pois cada um possui sua causa para estar lutando. Entre nesse mundo mítico com criaturas conhecidas, como múmias, vampiros, lobisomens e outros, escolha um e que comece a pancadaria!



Menu principal.

Darkstalkers é mais um jogo da consagrada Capcom, mestra em criar jogos de luta. Os gráficos são bonitos, lembrando do Street Fighter, Marvel Vs. Capcom e outros. Como o jogo envolve criaturas da noite, temos bastante uso de cores escuras e ambientes um pouco sombrios. Cada cenário identifica a criatura dele, como a floresta brasileira do Rikuo ( cara chato, odeiem ele.), o castelo do Demitri, o laboratório do Victor, etc. Cada personagem lembra exatamente o que se passa na nossa cabeça quando se fala de tal criatura, como Jon Talbain se transformando em um lobisomem, Demitri em seu castelo cheio de mulheres envolto em uma aura quase dourada, Sasquatch com sua tribo de pés-grandes.

Felicia se transformando para a batalha!

A jogabilidade do jogo é similar a outros. Os personagens atacam com seis botões, X, quadrado, bolinha, triângulo, R1 e L1, cada um simbolizando chute fraco, soco fraco, chute médio, soco médio, chute forte e soco forte. Os jogadores podem engrenar em um combo dando golpes seguidos e engrenando com um golpe especial. Os golpes especiais são fáceis de serem executados e resultam em golpes que podem quebrar a sequência de golpes do inimigo e salvar sua vida ou detonar o adversário em uma sequência de combos desvatadores. A cada golpes especial utilizado, uma barra no canto inferior esquerdo da tela vai enchendo, e quando estiver totalmente cheia o golpe especial vai sair mais forte e de forma diferente ou o jogador pode executar um ataque especial mesmo, que dão vários hits.


Minhas mãos saíram!! Oh, wait.

Cada personagem possui sua especialidade, Jon Talbain por exemplo é ótimo para fazer combos e o ataque especial dele pode ir em várias direções, ótimo para atingir os inimigos. Morrigan é especialista em golpes de curta e longa distância, como seu Shadow Blade, aonde ela dá um uppercut com uma lâmina feita de morcegos em seu braço e o Soul Fist aonde ela joga uma alma de morcego para cima do adversário. O jogo possui uma dificuldade a escolha do jogador, são oito estrelas, da primeira estrela até a última vai ficando mais difícil. Quem for jogar no nível máximo como eu e o ffao, tenham cuidado com o Rikuo, ele é apelão demais.

Rikuo representa o Brasil, mano.

A trilha sonora do jogo é bem legal de se ouvir, com toques de piano e alguns toques de eletrônica no meio, são ótimos, combinam perfeitamente com o aspecto do jogo e de cada cenário.



Capcom conseguiu criar outro ótimo jogo de luta, começando uma nova franquia que iria fazer muito sucesso, Darkstalkers possui poucos personagens, mas todos tem um estilo único de jogo e designs diferentes, ótimas músicas, além de possuir uma dificuldade ótima, apesar de alguns personagens serem fáceis na dificuldade máxima. Recomendo!

PONTUAÇÃO:

Gráficos:8
Som:9
História:6
Gameplay:8
Fator Replay: 9

 Nota: 8/10

1 comentários:

  1. Wellington (Smefus, Kongregate) disse...:

    PRECISA DE UM GAME PLAY ¬¬

Postar um comentário