Def Jam: Fight for NY


Nome: Def Jam: Fight for NY
Plataforma: PS2, Xbox, Gamecube
Gênero: Brawler
Desenvolvedora: EA Games
Versão Jogada: PS2

No submundo das brigas de rua, nada é fácil. Após impedir que D-Mob, o líder de um time de lutadores, fosse preso, você ganha uma chance para provar para o chefe e os outros lutadores de que é bom o suficiente para merecer ficar no time. Mas cuidado; outras pessoas podem ficar com inveja do seu sucesso...



Personagens de Submission são um pé no saco.

Def Jam Fight for NY é um jogo de luta lançado para PS2 e Xbox em meados de 2004, e é sequência indireta do jogo Def Jam Vendetta. Você controla um personagem totalmente criado por você, incluindo traços faciais, roupas, jóias e estilos de luta, e prossegue pela história lutando contra os membros da gangue do Crow - que é baseado tanto no visual quanto na voz no rapper Snoop Dogg - ganhando dinheiro, fama e respeito.

Peraí, Snoop Dogg...? Pois é, assim como em Vendetta, a maioria dos personagens do jogo é baseado em rappers de verdade; Def Jam é, inclusive, uma produtora americana de rappers, para quem não conhece. Espere encontrar (e quebrar) caras muito conhecidas, como Xzibit, Ludacris, Redman, Sean Paul, entre vários outros. A seleção de personagens é gigante, e eles são incrivelmente parecidos com seus respectivos modelos reais.

Salto alto na boca, isso vai arder de manhã.

Indo ao jogo em si: Def Jam é um jogo de luta em 3D, largamente baseado em lutas 'de rua', como era de se esperar. Você reduz a barra de HP do seu oponente não só com ataques normais, mas também usando o cenário ao seu favor (jogando o oponente sobre uma caixa de som, por exemplo), usando armas brancas encontradas pelo cenário, ou até mesmo contando com uma ajudinha da platéia, que pode segurar o inimigo, te deixando livre pra soltar o cacete nele. Seu oponente não 'morre' quando a barra de HP dele acaba, por sinal; você deve finalizá-lo ou com algum ataque de cenário, ou com armas brancas, ou com Blazin' Moves.

Uma barra de Rage embaixo da tela vai se preenchendo aos poucos, enquanto a luta procede: quando ela se enche, você pode dar um toque no analógico direito, acionando o Blazin' Mode, no qual a tela fica avermelhada e os sons se abafam; e após um agarrão você pode soltar um Blazin' Move com o analógico direito - um golpe fulminante e elaborado que pode acabar com o seu oponente, se o HP dele estiver baixo.

Os golpes são verdadeiramente brutais.

As lutas são frenéticas e brutais, com golpes potentes e efeitos sonoros pesados, e o fato de poder lutar com até 3 outros lutadores - em dupla ou cada-um-por-si - é muito legal. Você pode customizar seu personagem com até três tipos de luta dos 5 existentes: Streetfighting, o mais básico deles, focado em golpes rápidos e fortes; Wrestling, pura luta livre, com agarrões violentos e golpes pesados; Kickboxing, um estilo balanceado que conta com o alcance dos seus chutes; Martial Arts, um estilo que causa pouco dano mas ataca bem rápido; e Submission, um estilo focado em quebrar membros do seu oponente através de chaves de corpo. Os estilos não são muito balanceados; Wrestling e Submission são desnecessariamente fracos em relação aos outros 3, mas seu estilo de luta vai mudando à medida que você combina outros estilos, dando uma sensação de controle sobre seu personagem.

No mapa do modo Story, além das lutas, você ainda pode visitar a área de compras: modificar seu cabelo no barbeiro Stingray, fazer novas tatuagens no atelier do Manny, comprar roupas na loja do Snowman, jóias e apetrechos na joalheria do Jacob e ainda treinar seus stats com Henry Rollins na academia. Você ganha pontos de stat à cada luta, e evoluir gradativamente seu personagem é bem gratificante, apesar de cansativo mais pra frente. Fora do modo Story, você ainda tem um Quick Match para até 4 controles, tornando FFNY um excelente jogo para festas também.

Lutas de 4 jogadores são uma zona só.

Um dos pontos mais legais do jogo são as fases, digamos, 'diferentes': em uma Inferno Match, a fase é rodeada por um círculo de fogo que causa dano, em uma Window Match, a fase tem janelas (pelas quais você pode arremessar um inimigo desavisado), e numa Subway Match, um metrô passa de vez em quando, levando pro além qualquer um tolo o suficiente para ficar na parte baixa. Nessas fases, um Blazin' Move libera um vídeo especial bem legal ao invés do seu golpe normal. Essas fases extra são liberadas durante o modo história, e são uma distração a mais num jogo que já tem um fator replay bem grande.

A história é surpreendentemente boa para um jogo de luta, apesar de ser meio recheada de clichês. Após cada troca de área você é tratado a uma cutscene que conta mais da história do jogo, luta algumas lutas especiais e importantes (como contra chefes do outro time), e aprende mais sobre as motivações dos seus aliados. O voice acting é bem legal, ainda mais com as vozes originais dos rappers, e o plot twist que rola mais ou menos no meio do jogo é uma das reviravoltas mais legais que eu já vi, que muda não só a história como o gameplay.

Sean Paul tem o voice acting mais legal do jogo inteiro.

Os gráficos são bons, ainda mais quando se trata dos personagens. Os cenários são meio sem inspiração, mas alguns são muito divertidos, e os efeitos de luz não passam de decentes. Pelo menos o jogo tem um lip-synching foderoso, e as animações dos personagens são classe A. A trilha sonora, como é de se esperar, é composta exclusivamente de músicas dos rappers do jogo, mas até quem não gosta de hip hop vai gostar daqui, eu acho. As batidas das músicas entram bem no ritmo brutal do jogo, e com poucas exceções, são legitimamente boas. Os efeitos sonoros são decentes, com destaque para os efeitos dos golpes de cenário.

Def Jam FFNY não é um jogo de luta competitivo ou balanceado, mas definitivamente é divertido, e excelente para juntar os amigos e tal. Mesmo com bastante experiência com os Soul Caliburs e KoFs da vida, Def Jam ainda consegue ser um jogo de luta sólido e empolgante, ao meu ver. Vale a pena procurar, nem que seja pra poder amassar a cara do Snoop Dogg com uma chave inglesa.


PONTUAÇÃO:

Gráficos: 7
Som: 10
História: 8
Gameplay: 9
Fator Replay: 7
Dificuldade: 6.5
Fator Negão: 11


NOTA: 8.7/10

6 comentários:

  1. rock disse...:

    esse jogo e muito bom

  1. Anônimo disse...:

    so tem cabelo de negao no jogo kkkkkkkk mas é muito show

  1. Anônimo disse...:

    ggggggggfffffffffffffggggggggggggggghhhhhhhhhhhffffffffffggggggggggggggg

  1. Anônimo disse...:

    Esse jogo é f0d@ D+

  1. Anônimo disse...:

    play shit men
    home

  1. João Paulo disse...:

    como posso fazer para deixar meu estilo de luta igual do Sean Paul ou BQ?

Postar um comentário