Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back



Nome: Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back
Plataforma: Playstation 1
Gênero: Adventure, Platformer
Desenvolvedora: Naughty Dog

Tudo começa após o fim do primeiro jogo, Cortex está caindo de seu dirigível, derrotado pelo Crash. Mas ele cai num lugar bem peculiar, aonde ele descobre uma nova forma de energia,um cristal roxo, com isso ele decide por um novo plano em prática: Construir um satélite no espaço para poder atacar a Terra, mas para isso ele precisa de 25 cristais. Ele decide então usar o Crash para pegar todos os cristais, mas N. Brio decidi interferir e fala para o Crash que Cortex estão com um terrível plano e que se ele realmente quiser deter o vilão, terá que pegar as 42 gems espalhadas pelas fases. Cabe a Crash deter esse novo plano!




And everything starts again!

Crash é um dos melhores platformers para o PS1 e essa sequência conseguiu pegar os elementos do primeiro jogo e adicionar novos. Após o New Game irá rolar uma cutscene, se o jogador deixar ela rodando, poderá jogar um level introdutório, que serve para dar uma treinada com as habilidades do Crash. No fim dela, Crash encontrará um teletransportador e será levado para uma sala com cinco portais. Cada portal contém um cristal e pode conter uma ou duas gems. Para avançar para o próximo andar, o jogador terá que coletar o cristal de cada fase. Cada fase possui uma parte bônus que serve para pegar bastantes wumpa Fruits e as caixas. Além é claro das wumpa fruits, que, coletando cem delas, o jogador ganha uma vida e as vidas espalhadas pela fase, em resumo, é bem fácil conseguir vida nesse jogo.

Collect ALL the gems!

As fases são dos mais variados estilos, desde esgotos até fases com neve, com algumas mudanças de jogabilidade, como correr em cima de um urso polar, pilotar uma prancha acoplada com um motor na água, colocar um jetpack e sair voando em uma estação no espaço, a gente vê isso no Crash. A maioria das fases são fáceis, outras possuem partes mais complicadas, mas que dá para passar após algumas tentativas. O verdadeiro desafio vem na hora de coletar as gems, para coletar a gem normal de cada fase, o jogador precisa quebrar todas as caixas, incluindo nitro e TNTs.

So cold!

Mas geralmente uma fase vai ter mais de uma gem e essa só pode ser obtida através de um caminho secreto, que pode ser encontrado em outra fase, em algum lugar "suspeito" (Nem tão suspeito, é difícil encontrar elas), através do caminho da caveira que só pode ser acessada se o jogador não morrer até chegar nela e os caminhos que podem ser desbloqueados quando o jogador consegue as gems coloridas. Mas para conseguir todos esses itens, Crash conta com poucos, mas úteis movimentos no qual consistem em pular (No double jump here, sorry), rodar para despachar os inimigos até o infinito, se agachar, pular e cair de barriga no chão para quebrar caixas mais fortes e despachar certos inimigos e a rasteira seguida de um pulo que dá um alcance maior e será utilizada em MUITAS partes.

Absurdly Spacious Sewers!

Os gráficos do jogo são parecidos com o do Crash 1, utilizando cores fortes e um estilo de desenho bem cômico. Os cenários e inimigos são bem detalhados, dá para distinguir tudo facilmente. A trilha sonora também arrebenta com músicas que dependendo da fase, combina certinho, como as fases em que Crash tem que passar por correntezas d'água, a música te dá um senso de aventura muito grande. Os bosses são extremamente legais, cada um tem um jeito diferente de derrotar e todos são divertidos, infelizmente depois de derrotá-los, não dá para lutar de novo com eles, diferente do primeiro. O boss que eu mais gosto é o Ripper Roo devido a risada louca que ele solta ( AUIHAEIUHEUAHEAUEHUAE).



Finalizando, Crash 2 é uma ótima sequência, pois pegou tudo que o primeiro tinha de bom ( que era todo o jogo) e adicionou novas coisas, tornando o jogo mais divertido com suas novas modalidades. Felizmente, os gráficos não mudaram e a trilha sonora continuou arrasando como sempre, mas infelizmente o jogo é bem curto e menos difícil que o primeiro, mas para conseguir o verdadeiro final, o jogador deve coletar todas as 42 gems, então o jogo se torna um pouco mais longo. Um ótimo jogo, recomendo!

PONTUAÇÃO:
Gráficos: 9
Som: 9
História: 8
Gameplay: 10
Fator Replay: 7
Dificuldade: 7
Diversão: 100%
NOTA: 8.5/10

1 comentários:

  1. Druggy disse...:

    Crash é um bom jogo, mais eu não gosto muito x.x

Postar um comentário