Gex 3: Deep Cover Gecko


Nome: Gex 3: Deep Cover Gecko
Plataforma: PS1, N64, GBC
Gênero: Platformer, Aventura

Desenvolvedora: Eidos//Crystal Dynamics
Versão Jogada: PS1

"Interrompemos a programação normal para exibir uma mensagem urgente!" - Parece que o descanso de Gex acabou, mais uma vez. A agente Xtra foi capturada pelo maligno Rez, e agora cabe ao nosso querido lagartinho viajar para a Media Dimension mais uma vez, coletar controles remotos e derrotar Rez pela terceira vez!



This place is colder than Linda's wig fridge!

Gex 3: Deep Cover Gecko é um platformer em 3D, com vários elementos que lembram Super Mario 64. Você controla o titular Gex, um lagarto que pode pular, atacar, grudar em paredes, cuspir fogo, planar, virar um super-herói... Tudo nos momentos certos, claro. Seu objetivo principal é coletar Red Remotes, Paw Coins(que aumentam sua barra de vida) e Bonus Coins(que abrem fases secretas), prosseguindo pelos mundos até chegar em Rez.

Além dos mundos principais(hubs), Gex pode entrar em uma variedade de fases com temas bem variados, e a variedade de objetivos e fases é uma das grandes graças do jogo. Army Channel, por exemplo, é um campo de treinamento militar no qual Gex se veste de soldado; Fairytale TV é um pé de feijão gigante, com Gex vestido de Chapéuzinho Vermelho; e em Mystery TV, Gex explora uma mansão assombrada vestido de detetive(ou vampiro, heh). As fases sempre contam com 3 objetivos para serem completos em troca de Remotes, como destruir 5 estátuas, ou coletar 5 caixas, ou chegar a um ponto determinado da fase, e um remote extra por coletar 100 Fly Coins espalhadas pela fase.

Grandma? Jethro? Uncle Jed?

Assim como Duke Nukem, Gex não para de falar. Nem por um minutinho sequer. Cada ação é acompanhada por uma piadinha, mas cuidado: a maioria das referências é bem obscura; ficar perdido nas piadas é quase obrigatório. Tirando esse detalhe, a voz do Gex é bem legal, e sem os comentários inúteis dele o jogo não teria o mesmo 'flair'.

As fases vão sendo liberadas à medida que você coleta Red Remotes; coletando certa quantidade abre os chefes, que derrotados liberam outro mundo pra você. Os chefes são muito fáceis, mas bem engraçados... o que não pode ser dito de algumas fases. Enquanto Gangster TV e Anime Channel são muito divertidas, Tut TV e Fairytale TV são um bocado frustrantes, e as infames Mythology Network e Superhero Show são um exercício de frustração extrema a parte. Zerar o jogo é muito divertido, mas ter que completar tudo nessas fases é completamente frustrante e desagradável.

I could use a siesta...

O jogo não tem lá muita história. Tirando as cutscenes cada vez que você termina uma fase pela primeira vez, que são basicamente repetidas tentativas do Gex de 'dar uns pegas' na Agent Xtra, o jogo não tem história alguma. Os gráficos são legais, apesar de ter todos os defeitos clássicos do PS1; Gex muda de roupa em todas as fases, e é sempre legal ver o que ele tem na manga para cada episódio. O draw distance(distância na qual os cenários 'somem' de vista) é horrivel; você frequentemente não verá o que tem do outro lado de um buraco relativamente pequeno. As fases e inimigos são bem desenhadas e divertidas, com algumas exceções. Já a soundtrack é trabalho de gênio. As músicas se encaixam com perfeição absoluta nas fases, e são agradáveis o suficiente para se colocar num MP3 e ouvir por aí(dica: já fiz isso).

Fases enormes, coleções gigantes de itens, frases legais pontilhadas por desafios irritantes e uma soundtrack magnífica: é isso que você encontra aqui. Da Geekteam, o Doda foi o único que teve paciência pra completar esse jogo, vindo de mim dá pra perceber que fazer 100% é um pesadelo. Aproxime com cautela.

Beam me up, Scotty!


PONTUAÇÃO:

Gráficos: 7
Som: 10
História: 5
Gameplay: 8
Fator Replay: 8
Dificuldade: 5 pra zerar, 9 pra completar
Falação: 8


NOTA: 7,5/10

Segunda Opinião by Doda:

Foi horrível fazer 100%, coletar as fly coins É MUITO CHATO.

2 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    já zerei esse jogo tantas vezes,amo ele

  1. Anônimo disse...:

    Amo esse jogo,chega me dá uma nostalgia de quando eu era pequeno,já zerei esse jogo tantas vezes,todas sem Memory Card

Postar um comentário